Armando Alberto Bastos de Lacerda era, à data do seu falecimento, membro do Conselho Social.

O seu percurso nos Leões de Portugal iniciou-se ainda na fase dos Leões de Portugal enquanto Grupo, tendo encabeçado o Conselho Fiscal e de Contas de 1994 a 1996.

Com a transformação do Grupo em Associação, tomou posse do cargo de membro do Conselho Social nas primeiras eleições realizadas em Novembro de 1998, ocupando o mesmo cargo até ao mandato de 2005-2007.

Nos mandatos de 2009-2012 e 2012-2015 foi Vice-Presidente da Mesa da Assembleia-Geral, tendo retornado ao Conselho Social no mandato 2015-2019, em curso.

Esta individualidade foi um médico radiologista consagrado sempre disponível para atender quem solicitava os seus serviços. Primava pela alegria que espalhava em seu redor e pelo sentido de humor com que, invariavelmente, lidava com os seus colegas.

Uma das suas paixões era viajar, e já havia programado uma viagem à Islândia e Gronelândia que, infelizmente, não concretizou.

Aproveitando a forma, em função do género, como os brasileiros se referem ao detentor do mais alto cargo da nação, tratava a sua colega Presidente da Mesa da Assembleia-Geral, de que era Vice-Presidente, de “Presidenta”.

Como membro dos Órgãos Sociais era muito interventivo nas suas reuniões, opinando sobre os assuntos em discussão com grande acuidade e oportunidade, fazendo uso do seu dom da palavra.

Entre os seus pares, Armando Alberto Bastos de Lacerda era muito considerado pelas suas características pessoais e pelas relações de amizade que cultivava e pela simpatia que sempre demonstrava.